PECADORES CONFESSOS...

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Tango...

Imagem: Sueños de Tango (1999)
Maria Amaral

Era quente
Era frio
Era um instante no deserto
E não tinha ninguém por perto
Era só minha mente
os calafrios...

Era noite
Era dia
Era um tempo inusitado
Caía o corpo inebriado
Era como um açoite
a calmaria...

Era a morte
Era a vida
Era uma pausa, um hiato
E a chuva nos teus retratos
Era só um choro
de despedida.

Share/Save/Bookmark

3 comentários:

M. Sueli Gallacci disse...

Serei a primeira a confessar meu pecado aqui... rsss

Lindo post! Adoro tango, a dança dramática das paixões mal resolvidas... O poema é belíssimo!
Bjo Gde!

Claudinha Monteiro disse...

Olá M Sueli!

Eu também sou fã de tango, acho a musica inebriante, e a dança maravilhosa...
Que bom que gostou do poema! Gosto de fazer versos, adoro escrever poesia. De vez em quando eu acerto...rsrsrs
Bjos.

Changli disse...

beautiful art! fantastic!!!

Related Posts with Thumbnails