PECADORES CONFESSOS...

terça-feira, 12 de outubro de 2010

SATISFACTION

"Eve" by Matthew Leclair

Meu corpo lateja
quando ninguém vê;
Imagina, sonha e deseja
Não encontra o que dizer...
Se não estou só
Ainda quero e penso
Mas sinto um silencio
Um intenso não poder.
E  se fico em paz
Sei que não há nada mais
Nem nada melhor para fazer
A não ser ...

Share/Save/Bookmark

9 comentários:

slowburn disse...

Beautiful

Priscilla Marfori... disse...

A não ser...
Gostei de como terminou seu poema! Nos deixou com pensamentos a florar...
Grande abraço amiga.

Lianara **Lia** disse...

Claudinha, querida!

Passando para te deixar meu abraço e admirar seu sempre lindo blog!

Ando em falta com meus amigos, o tempo anda curto e não estou conseguindo comentar nos blogs como gostaria, mas sempre dou uma espiadinha, viu?

Beijos
Lia

Blog Reticências...

Antonio José Rodrigues disse...

Desejos poeticamente contidos, Claudinha, gerando um pecado, ou melhor, um poema. Gostoso poema. Beijos

Cadinho RoCo disse...

O faer vindo da falta do que fazer é delicioso.
Cadinho RoCo

MEUS POEMAS disse...

Oiê, estive ausente da Net por uns dias, mas com tudo resolvido estou de volta. Obrigada por sua visita, espero continuar contando com sua carinhosa presença!
Bjssssssss
Gena Maria

REGGINA MOON disse...

Claudinha querida!!

Esse verso nos dá asas a imaginação...muito bom!!Parabéns...

Grande beijo e tenha um lindo dia!

Reggina Moon

Vanessa Souza Moraes disse...

Rendeu múltiplas interpretações.

Tais Luso disse...

Oi, Claudinha, uma parada por aqui é sempre gratificante, saío satisfeita. Belo poema, este...
Vou descendo o rolamento e lendo algumas coisas. Ótimas postagens.

beijo
tais luso

Related Posts with Thumbnails