PECADORES CONFESSOS...

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O que voce acha disso? (já dizia o autor maldito...)

Nelson_Rodrigues-Capa_Veja 

A ficção, para ser purificadora, precisa ser atroz. O personagem é vil, para que não o sejamos. Ele realiza a miséria inconfessa de cada um de nós. A partir do momento em que Ana Karenina, ou Bovary trai, muitas senhoras da vida real deixarão de fazê-lo. (...)E, no teatro, que é mais plástico, direto e de um impacto tão mais puro, esse fenômeno de transferência torna-se mais válido. Para salvar a platéia, é preciso encher o palco de assassinos, de adúlteros, de insanos e, em suma, de uma rajada de monstros. São os nossos monstros, dos quais eventualmente nos libertamos, para depois recriá-los.

Nelson Rodrigyes
(1912-1980)

Share/Save/Bookmark

Um comentário:

Flávia Shiroma disse...

Sábias palavras.
Se prestarmos atenção em tudo que mais atrai as pessoas, veremos que são fatos ou cenas que revelam o verdadeiro eu de cada telespactador (vulgaridades, violência, etc).
Esta é a realidade.

Related Posts with Thumbnails