PECADORES CONFESSOS...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Quatrilho...

Imagem: Guerreiro Nu com Lança
Theodore Gericault (1791-1824)


Aí está você
Que olha e não vê
Vê e não entende
Entende e não quer saber

Aí está você
Sem como nem porque
Não se mexe nem se explica
Não tem o que dizer

Você, que vem
Com a sua natureza
Aquém do sentimento
Além de toda tristeza

Diminui o seu valor
Sua vida sem amor
Numa cantada, num inverno
Passou, passou...

Share/Save/Bookmark

6 comentários:

Mila disse...

Bela sua poesia...
Bjs de bom fim de semana
Mila Lopes

Zé Carlos disse...

Claudinha, vc é um amor de amiga e de escritora.

Siga este teu caminho mas permita que nós te amemos !!!!!!

Beijão do ZC

Flávia Shiroma disse...

Olá Claudinha,

Que poesia linda... admiro muito as pessoas com este dom. Sem falar no visual todo do blog né?

Tem um selinho pra vc no meu blog que eu mesma fiz!! Pega lá tá? Fiz com muito carinho! Beijos querida!

Amor feito Poesia disse...

Linda postagem. Agradeço sua visita e te desejo um "Feliz Domingo"......Beijos perfumados!

Amapola disse...

Parabéns, Claudinha! Que bela poesia...

Um abraço apertado, amiga.
Tenha uma semana de alegrias.

Cacau Loureiro disse...

Há pessoas que tem o inverno no peito, estão aquém do amor que podemos dar. Existir, ser, dar-se não é pra qualquer um. Que fique a poesia de tudo que ficou, de tudo o que não foi, de tudo o que passou.
Parabéns pelo blog, pelos textos, bj!

Related Posts with Thumbnails