PECADORES CONFESSOS...

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Poética



Mas o que eu quero é o mundo.
não essa metade
que é na medida que arde
e esmaga o espírito;
Quero é o espasmo oriundo
da liberdade
o que eu quero é voar, eu quero o grito.

O que me importa é o som.
não essa paz de momento,
esse sacrificio;
não quero nada de bom,
não quero o vício
o que eu quero é a voz do vento
desde o início...

E o que me salva é o encanto
pelo desejo infinito.
é o inferno, é o alívio
que eu nem me atento
pois o que eu quero é o dilúvio
o que eu quero é o espanto
é o verso que eu planto
no pensamento.



Share/Save/Bookmark

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails