PECADORES CONFESSOS...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

ENTREGA



Se o meu corpo pulsa
E a minha alma torta
abre a estranha porta
do meu desejo
então tudo que me assusta
todo o meu medo
é minha voz que expulsa
como um segredo

E se eu tenho um beijo
um abraço, um apego
E se um tanto me escutas
Se é tudo o que eu vejo
Então não lamento
despertar minha fúria
porque a minha luxúria
é um tom, um momento.

Share/Save/Bookmark

4 comentários:

Mila Lopes disse...

Uma bela entrega!

Lindo!

Bjs

Mila

Vozes de Minha Alma disse...

Claudinha, volto depois de algum tempo, porém sem esquecer este espaço maravilhoso.
O poema ditado pela força do desejo, e pelo amor, é o néctar do leitor sedento pelo novo.
Estou seguindo novamente o blog e a escritora que soberbamente dá um show na abordagem sobre Drácula de Bram Stoker.
Abraços, bjs.

Ives disse...

Olá, moménto imortal, abraços

Dani Gomes disse...

Adorei esse espaço de pecados confessos! Sigo-te...

Talvez goste de minhas confissões também: http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/2011/01/desejo.html

Related Posts with Thumbnails