PECADORES CONFESSOS...

sábado, 15 de janeiro de 2011

VERSO



 

Escrevo sem parar

Aquelas cartas que não lerás...e

Daqueles beijos que não me deste

Daquelas marcas que não fizeste

Só resta a amargura do verso

Só me resta o maldito nexo

Minha visão da razão que invento

O que não sei dizer, mas tento...




Share/Save/Bookmark

7 comentários:

Antonio José Rodrigues disse...

Continue, Claudinha, rabiscando: um dia vc encontrará as frases certas. Beijos

Simplesmente disse...

tenta... tentar não é pecado

Noyara disse...

No simples ato de escrever você já se faz entender e assim sendo entendida..

Escreva mais e mais..

Beijos flor

Anônimo disse...

quello che stavo cercando, grazie

Marinha disse...

Que lindo texto! Belíssima construção! Ritmo e sentimento à flor da pele!
Parabéns, querida!
Bjo e paz.

Ágatha Alves disse...

Até pq escrever nos consola, quantas vezes ja escrevi sobre coisas que queria passar mas nunca passei, nunca tive... é como se um dia teremos, e teremos, ou não.

Beijão claudinha

Francisco Domingues disse...

Claudinha,
Escreva "deste" e fizeste" porque é singular e está tratando por tu.
O resto está bonitinho.
Francisco Domingues

Related Posts with Thumbnails